O Brasil no espaço

Terminando esse dia de exortações ao espírito norte-americano de ser, lembro aqui que hoje fazem três anos que o astronauta brasileiro Marcos Pontes foi ao espaço, a bordo da nave Soyuz, levando o coração brasileiro junto com ele para conhecer a imensidão do infinito.
Tirando a poesia da jogada, esse episódio na verdade foi um grande gasto inútil, numa enorme cobertura da imprensa sobre algo extremamente desnecessário, que não mudou nada aqui no Brasil. Ou alguém ainda lembrava do nome do cara?
Mesmo não tendo nada a ver com o Tio Sam, esse episódio esdrúxulo da história recente do Brasil me fez lembrar toda a história mais esquisita ainda de Guerra Fria, corrida espacial, Apollos, etc, que também não colaboraram em nada com o mundo. Faço de hoje o dia não-oficial de crítica aos EUA e tudo isso aí. Mas não é nada particular, juro. Só passatempo.
Anúncios
Explore posts in the same categories: Sem categoria

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: