O brotamento do nosso Brasil

Quer um assunto que gera discussões? Fale da colonização do nosso país. Depois de muito tempo de insensibilidade, hoje queremos voltar no tempo e dar aos índios – que foram dizimados em quase sua totalidade – as terras que tiramos deles certo dia. Mas eles não perderam só terras, perderam toda sua identidade, sua cultura, sua “way of life”, como diriam os estadunidenses. Mas esse era um processo irresistível que aconteceria cedo ou tarde.
Bastara um português botar o pé numa de nossas praias que tudo mudaria, não tinha mais volta. Ou vocês acreditam que o mundo poderia ser o que é hoje – capitalista, globalizado, americanizado – e os índios estariam aqui, numa boa, preservando a natureza? E nós, na nossa imensa maioria, não somos descendentes desses índios: somos sim, filhos desses europeus que invadiram nossa terra.
Hoje podemos “cerebrar” essa invasão, que nos gerou: é o Dia da Primeira Missa celebrada em solo brasileiro, dias após a chegada de Pedrinho Cabral por aqui. É um marco para o nascimento da nossa nação, como a conhecemos. Viva o Brasil Europeu!
Anúncios
Explore posts in the same categories: Política

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: