“Mulher brasileira, em primeiro lugar…”

“Olha que coisa mais linda, mais cheia de graça…”
Vinícius de Moraes e Tom Jobim externaram no poema “Garota de Ipanema” toda a sua admiração pela mulher brasileira. É de se confessar, que a nossa mistura de raças compôs uma beleza que não só nós reconhecemos, mas o mundo inteiro se curva diante dela. Cenário turístico brasileiro nas propagandas internacionais? Praia e carnaval, vitrines para mostrar nosso PIB, Produto Interno Belo. Mas hoje convido vocês a “cerebrar” sobre a quantas anda a beleza interior da mulher brasileira, essa sim que importa e que merece destaque maior.
Para sorte das garotas de Ipanema, Copacabana e Salvador, o Brasil não é um país islâmico, por isso elas estão livres para mostrar sua beleza – imagina se fosse obrigatório o uso da burca por aqui? Agora, que a mulher brasileira viveu por muito tempo – até poucas décadas atrás – sob uma repressão masculina enorme, isso não há dúvida. Somente em 1932 elas puderam votar, e ainda não era obrigatório. Enquanto no exterior elas eram cada vez mais independentes, aqui elas continuavam presas à casa, filhos e esposo. Não quero fazer aqui nenhum movimento feminista – longe disso – só gostaria de lembrar, nesse Dia Nacional da Mulher, da pior situação que elas se sujeitavam até pouquíssimo tempo atrás (algumas até hoje): a violência física do esposo ou parceiro.
Dizia Nelson Rodrigues que “toda mulher gosta de apanhar”. Eu acredito que ninguém gosta. Só que essa prática era comum, feita no silêncio dos lares, como método dos cônjuges “disciplinarem” suas companheiras. Apenas em 2006 foi aprovada a Lei Maria da Penha, que melhorou o sistema de denúncia de violência doméstica no país. Mas ainda é pouco: ela continua acontecendo, principalmente da forma que causa mais estragos, a violência verbal, moral, a qual não machuca o corpo, e sim a alma. Violência nunca é útil, seja aplicada em quem for. Bater na mulher, no filho, no cachorro, no inimigo, não é questão de costume, tradição, mas falta de amor ao próximo. Pessoas que usam desse método não sabem falar, discutir, pensar. Vamos dar um basta nisso na nossa sociedade.
E a você, mulher brasileira, parabéns pelo seu dia!
Anúncios
Explore posts in the same categories: Viagens

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: