A vida se aprende vivendo?

A informação é a moeda mais preciosa num Estado democrático, pois já que é o povo que manda o país, ele tem que saber o que está havendo por aí e também onde trabalham aqueles que os representam. Ir atrás da notícia – que passa por informar de um jeito correto, ético e imparcial – parece tarefa desempenhável por qualquer ser humano, ainda mais nos dias de hoje em que todo mundo tem acesso a um blog e uma câmera fotográfica digital. Li num ótimo livro da história do jornalista Ricardo Noblat, ele próprio dizendo que aprendeu muito mais jornalismo nas ruas do que no banco da universidade.
Duas são as questões principais quando se trata da decisão do STF de derrubar a lei que obriga que jornalistas tenham diploma: ética e o valor da profissão. A primeira delas realmente não acredito que o meio acadêmico possa ensinar alguém. Ser ético, ou seja, agir de maneira a não lesar terceiros por aí, é algo que se aprende em casa, educação familiar, que deve ser utilizada não só na profissão, mas em todos os âmbitos da vida.
Por outro lado, liberar qualquer pessoa a ser considerada jornalista, é desvalorizar essa profissão, fundamental para a manutenção da ordem do mundo. Fica-se aquela impressão de que "qualquer um pode fazer". Aumenta-se a ideia de que ciências sociais não são ciências, que se comunicar é natural, que filosofia não tem regra e que sociologia ensina subervsão e anarquismo. Na minha opinião, a decisão do STF apenas reforça o ideário da nossa sociedade atual, onde só vale o que é número, de preferência com um cifrão na frente.
Anúncios
Explore posts in the same categories: Sem categoria

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: