O “Rei” das Verdades e Controvérsias

Em certos momentos da vida é necessário assumir valores. Acredito que isso seja o princípio de uma idade adulta. Na adolescência pode-se testar os mais variados sabores da vida, oferecidos nas várias esquinas ideológicas dos nossos conhecidos, mestres e da própria mídia. Em algum momento, entretanto, devemos deixar de nos seduzir por esses clamores e nos apegar no que realmente somos. Auto-conhecimento. No primeiro momento, o conheci; neste segundo, tornei-me leitor fiel: estou falando de Reinaldo Azevedo e seu blog, no site da Veja, que comemora hoje quatro anos de existência.
 
O Reinaldo é um dos comentaristas políticos mais criticados do cenário nacional. Não se pode, porém, desconsiderar sua bela carreira de jornalista e seus ótimos modos de dedução lógica (às vezes ele se gaba por isso, mas tudo bem). No decorrer de sua vida, criou para si uma profissão particular, que é o motivo de toda a raiva que brota contra ele atualmente: tornou-se crítico ferrenho do Partido dos Trabalhadores e seus membros, ou, como ele gosta de dizer, da petralha. Tendo em vista que hoje este é o partido do governo e que seus membros têm tradição no ringue político (em certos momentos, literalmente), era de se esperar coisa feia nesse embate.
 
"Tio Rei", como muitos o chamam e ele gosta de ser chamado, não tem meio-termo, eufemismo. Com ele as palavras são claras, até demais. Acredito, sim, que na vida existem formas e formas de se falar qualquer assunto, do mais leve ao mais espinhoso, e que uma suavização do conteúdo pode ser útil, até fundamental. Por isso a leitura do Reinaldo se torna certas vezes um tanto quanto desagradável, daquelas que incomoda. Mas aí é continuar o caminho, que certamente no outro dia ele estará mais calmo e escreverá textos primorosos. Ninguém é super-herói para estar sempre de bem com tudo.
 
Apesar de sua personalidade controversa, Reinaldo Azevedo presta – para mim, pelo menos – uma série de serviços que me deixa mais tranquilo para ser quem sou: defende pontos que algumas pessoas não acham tão importantes, como o estado de direito e a democracia; defende a tradição da Igreja (por opção); e – o melhor- ainda: desmascara o esquerdismo que insiste em permanecer vivo, mesmo tendo já se comprovado uma grande balela. Certamente não sigo os passos de Reinaldo (até discordo com ele em muitos pontos), mas meu contato virtual com ele me faz ser mais o que a vida me ensinou a ser. Valeu Tio Rei! Parabéns, e muitos anos de vida pro blog!
Anúncios
Explore posts in the same categories: Lazer

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: