O Redentorista e o “liberalismo moral”

Um rapaz, formado numa das mais importantes escolas de direito da Itália de sua época, talentoso escritor, poeta e músico, já com 27 anos de idade e com bom sucesso na carreira de advogado, decide abandonar tudo e tornar-se padre. Este é Santo Afonso Maria de Ligório, Bispo e Doutor da Igreja, cuja vida é abordada hoje pelo papa Bento XVI na sua audiência de quarta-feira. E Santo Afonso não tornou-se um padre medíocre, mas conseguiu utilizar todos os seus talentos em favor da evangelização, a ponto de fundar a Congregação do Santíssimo Redentor, os redentoristas, presente hoje em dezenas de países pelo mundo e no Brasil todo. Este doutor da Igreja gostava de anunciar Jesus com a exigência da mudança de corações, penitência e comprometimento com a moral. Como o próprio Santo Padre se refere, algo que anda em baixa hoje. É o tal “liberalismo moral” que tanto fala, que aumenta ainda mais a importância de meditarmos a vida de Santo Afonso nas épocas atuais. Rogai por nós, Santo Afonso!

PAPA BENTO XVI

AUDIÊNCIA GERAL

Praça de São Pedro
Quarta-feira, 30 de Março de 2011

 

Santo Afonso Maria de Ligório

Queridos irmãos e irmãs,

Corria o ano de 1732, quando Santo Afonso Maria de Ligório fundou a Congregação do Santíssimo Redentor. Autênticos missionários itinerantes, os padres redentoristas foram até às aldeias mais distantes, exortando à conversão e à perseverança na vida cristã, sobretudo por meio da oração. Assim aprenderam do seu Fundador, o qual lhes recomendava que fossem fiéis à doutrina moral católica, mas assumindo uma atitude cheia de caridade e compreensão com os pecadores. Os sacerdotes – ensinava ele – são um sinal visível da misericórdia infinita de Deus, que perdoa e ilumina a mente e o coração do pecador, para que se converta e mude de vida. Este ensinamento de Santo Afonso é de grande actualidade neste nosso tempo, em que há claros sinais de perda da consciência moral e – com preocupação, o reconhecemos – de falta de estima pelo sacramento da Reconciliação.

* * *

Amados peregrinos de língua portuguesa, queridos fiéis da paróquia de Santa Maria do Barreiro, na diocese de Setúbal: a minha saudação amiga para todos vós, com votos de um frutuoso empenho na caminhada quaresmal que estais fazendo. Que nada vos impeça de viver e crescer na amizade de Deus, e testemunhar a todos a sua bondade e misericórdia! Sobre vós e vossas famílias, desça a minha Bênção Apostólica.

 © Copyright 2011 – Libreria Editrice Vaticana

Fonte: http://www.vatican.va/holy_father/benedict_xvi/audiences/2011/documents/hf_ben-xvi_aud_20110330_po.html

Anúncios
Explore posts in the same categories: Religião, Viagens

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: