As virtudes de José

(…) José justíssimo, rogai por nós. José castíssimo, rogai por nós. José prudentíssimo, rogai por nós. José fortíssimo, rogai por nós. José obedientíssimo, rogai por nós. José fidelíssimo, rogai por nós. Espelho da paciência, rogai por nós. Amante da probreza, rogai por nós. Modelo dos operários, rogai por nós. Glória da vida doméstica, rogai por nós. Guarda das virgens, rogai por nós. Amparo das famílias, rogai por nós. Consolador dos aflitos, rogai por nós. Esperança dos enfermos, rogai por nós. Padroeiro dos moribundos, rogai por nós. Terror dos demônios, rogai por nós. Protetor da Santa Igreja, rogai por nós. (…) – Trecho da Ladainha a São José

Há exato um ano atrás reservei um texto sobre São José, no dia em que a Igreja celebra sua festa. Por sorte e com alegria, sua data este ano caiu numa segunda-feira, exatamente o dia em que defini pra coluna “Um Santo”, sobre a história de homens que fizeram da fé sua vida e que alcançaram felicidade e vida plena por isso. Falo então sobre o esposo de Maria, cuja presença silenciosa é tão eloquente na vida de Jesus de Nazaré. Será preciso falar sobre quem foi o tal José, descendente de Davi? Foi aquele que iria se casar com Maria, quando esta lhe apareceu grávida. Poderia ter-lhe denunciado à polícia, e ela seria morta, mas ele silenciou e decidiu deixá-la partir. Foi quando recebeu a visita do Anjo de Deus, dizendo-lhe que quem estava no ventre de sua futura esposa era o Filho de Deus, e que ele – José – tinha um papel a cumprir naquela Sagrada Família.

O resto da história creio que todos saibam. Mas quando penso em São José me vem sempre à mente suas qualidades; qualidades de homem, tão conflitantes com a noção que temos hoje – e talvez em toda a história – do sexo masculino. O trecho da ladainha que colei acima é importante para compreendermos as virtudes que a Igreja aclama no esposo da Virgem: justiça, castidade, prudência, fortaleza, obediência, fidelidade. Quando em nossas sociedades os varaõzinhos são educados nesses aspectos? É mais comum vermos filhos sendo incentivados nas “virtudes masculinas” físicas e psicológicas. Ser “esperto” (ao contrário de justo), ser “garanhão” (ao contrário de casto), “aproveitar a vida” (ao contrário de ser prudente), ser “independente” (ao contrário de obediente), desconsiderar sua namorada/esposa (ao contrário de ser fiel).

Sobra a fortaleza, que também é almejada pelos machos dos tempos atuais. Mas qual será o caminho para ser forte? O trilhado por São José ou o escolhido pelo status quo de macheza e virilidade? José é “fortíssimo” por ser “castíssimo” e por ser “justíssimo”. É forte pois tem a vida clara diante de si: sabe quem é sua Rocha e seu Refúgio. Torna-se, pois, paciente, pobre de espírito, trabalhador, amante e guarda do seu lar, protetor das mulheres, líder da família, consolador, razão da esperança, terror dos malvados. Talves todos nós busquemos tais papéis e achamo-los importantes e belos (seja para possuírmos ou para vermos nos cônjuges, no caso delas).

Mas José é o homem perfeito, pois suas práticas são perfeitas. É o esposo ideal, por ter características ideias. É o pai verdadeiro, por ter as virtudes de um pai verdadeiro. Se tais virtudes não são valorizadas, é claro que o resultado só poderia ser desastroso como o é nossa sociedade. Leiamos novamente as virtudes de José no segundo parágrafo, e o que ele se tornou depois, no anterior. Só o justo pode ser humilde e pobre de espírito; só o casto pode ser defensor verdadeiro das mulheres; e por aí vai. E peçamos, pela intercessão de José, que Deus suscite homens dispostos e sinceros para levar adiante nossas famílias com base em suas virtudes!

Anúncios
Explore posts in the same categories: Religião, Viagens

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: