Diálogo entre velhos e moços

São Luís Gonzaga, Religioso – Padroeiro dos Jovens Cristãos

Luís (Luigi) Gonzaga nasceu no castelo da sua família em Castiglione delle Stiviere, entre a Brescia e Mantova, na Itália setentrional, que era então parte do Ducado de Mantua. Ele era membro da ilustre Casa dos Gonzaga. (…) Seu pai decidiu que ele deveria se tornar soldado, já que a família estava constantemente envolvida em pequenas guerras da área. Seu treinamento militar se iniciou muito cedo, mas ele também recebeu educação em línguas e outros assuntos. (…) [Após viagens], Luís ainda desejava tornar-se sacerdote, e muitos membros de sua família trabalharam duro para mudar suas ideias. Após verem que não teriam resultado, pediram que ele se tornasse um padre secular (…), [pois] se ele se tornasse Jesuíta, não seria herdeiro de muitas posses e do status da sua família. – Extraído da Wikipedia

A história de São Luís Gonzaga, que viveu no século XVI e cuja festa comemoramos na próxima quinta-feira (21/6), toca certamente muito o coração dos jovens católicos espalhados mundo afora. Não é à toa que ele se tornou o padroeiro da Juventude Cristã. Afinal, o grande embate da vida de Luís foi o seu anseio vocacional, de seguir o que desejava em sua vida. E foi nesse processo – por sua firmeza, fé e constância – que adquiriu a fama de santo, já que alguns anos depois (ainda vivendo no seminário jesuíta) morreu. É certo que tal processo de discernimento acerca dos rumos que deve dar à vida é algo doloroso e complicado para jovens desde a época de Luís, até os dias atuais (talvez até esteja pior). E mais, como o exemplo do santo mostra: nem sempre os mais experientes estão aptos para dar os conselhos certos na questão.

Ora, mas como isso é possível? Se não são aqueles que já passaram por isso, que vivenciaram na pele as agruras e as alegrias da juventude, se não são eles que podem ajudar, quem seria? Bem, reflito sobre isso há muitos anos. E atualmente fiz uma metáfora que ajuda a explicar o que penso, e creio que até já a explicitei num outro texto: a vida é como a subida de uma montanha; quem já subiu, olha pra baixo e vê o que já passou, mas não pode explicar para quem ainda está subindo, que não consegue ver. Sem falar que muitas vezes os buracos não são os mesmos, as pedras já mudaram de lugar, e o que era espinho se tornou flor e vice-versa. Toda forma de “conselho” que se dê a um jovem na tentativa de mostrar o caminho correto, é portanto, quase inútil.

Soma-se a essa difícil tese a noção de que os mais experientes geralmente tem a ilusão de conhecer o caminho muito bem, de tê-lo trilhado com sabedoria, de ter tirado tudo de letra, com visão longa e muita cautela. Tal ideia não escapa de uma análise mais aprofundada da vida de cada um, que certamente construiu e vivenciou mais coisas com base no acaso do que delimitando planos e pensando contingências. Não digo que a vida não merece cuidado ao ser construída: ao contrário, as influências de nossas atitudes na nossa existência e na dos que vivem ao nosso redor é muito maior do que imaginamos. Mas isso não quer dizer ter total controle e posse acerca dos eventos: eles acontecem e te levam, como a maré que é muito mais forte do que os pés do nadador.

Portanto, São Luís ensina pra todos como os jovens devem ser tratados: com respeito e suporte, já que passam pelo momento de maior instabilidade das suas vidas. Precisam mais de apoio e afeto do que de alertas e conselhos. Precisam ser ouvidos em suas demandas e acolhidos em sua sabedoria em construção. Precisam ser levados  em consideração como pessoas que possuem também maturidade suficiente para cuidar de sua própria vida e do planeta. Crianças são a realidade do amanhã; os jovens já são a verdade do hoje. Que São Luís interceda, na semana em que muitos comemorarão sua festa, por essa relação tão conflituosa, que merece ser vivida no respeito, na escuta e na alegria. Pois hierarquia só funciona quando é vivida no amor e na igualdade. Rogai por nós, Santo Padroeiro dos Jovens!

Anúncios
Explore posts in the same categories: Religião, Viagens

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: